Ir direto para menu de acessibilidade.
ENSINO

Esclarecimentos sobre o retorno das atividades práticas presenciais na UFLA

Escrito por Comunicação UFLA | Publicado: Quinta, 16 Setembro 2021 17:50 | Última Atualização: Quinta, 16 Setembro 2021 18:16 | Acessos: 4644
Gentileza solicitar descrição da imagem

A Universidade Federal de Lavras (UFLA) enfatiza que está em vigor a decisão do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE), órgão de deliberação superior da UFLA, que define a realização presencial de atividades práticas em laboratórios especializados e aulas de campo a partir de 27/9.

A realização de atividades presenciais evitará prejuízo continuado à formação dos estudantes, essencialmente nas disciplinas cujo aprendizado fica prejudicado se mantido o formato exclusivamente remoto. As disciplinas com retorno de práticas presenciais foram definidas pelos professores dos cursos, não havendo possibilidade de oferta de disciplinas de práticas especializadas em formato remoto. 

A decisão do CEPE foi tomada após análise do cenário epidemiológico de Lavras, de Minas Gerais e do Brasil, com apoio do Comitê Especial de Emergência para enfrentamento à pandemia de Covid-19 (CEE-Covid-19-UFLA) e mediante a elaboração e adoção de protocolos e planos de contingência que buscam garantir a segurança das atividades no câmpus. 

 

Ainda sobre as atividades presenciais, a Universidade aponta os seguintes fatores:

- Todos os servidores e funcionários terceirizados foram enquadrados nos grupos prioritários para vacinação;

- As atividades acadêmicas de natureza prática foram planejadas para retorno presencial gradual, de forma a permitir uma organização segura dos fluxos de trabalho. Assim como as atividades acadêmicas, as atividades administrativas também têm retorno gradual;

- Aproximadamente 34% do total de estudantes da instituição estão matriculados em disciplinas com atividades presenciais. Além disso, suas aulas estarão distribuídas durante a semana, em diferentes horários, mantendo-se o distanciamento adequado  durante as atividades letivas;

- Oitenta e dois por cento (82%) dos estudantes matriculados nas disciplinas designadas para atividade presencial são de Minas Gerais, onde a maioria deles já teve a oportunidade de receber a primeira dose da vacina. O mesmo ocorre no estado de São Paulo, que tem a segunda maior concentração de estudantes da UFLA (14%).

- Foi concedido aos estudantes matriculados nessas disciplinas e que não desejem participar de atividades presenciais neste momento o direito de cancelar a matrícula. O prazo para pedir o cancelamento termina em 29/10.

- O CEE-Covid-19 elaborou e divulgou protocolo e plano de contingência, aprovados pela vigilância epidemiológica do município, que orientam as ações no câmpus e a elaboração de planos específicos para as unidades acadêmicas e administrativas. Por esses documentos, está resguardado que atividades presenciais só ocorram nas situações em que é possível a observação dos parâmetros de segurança. A Universidade segue o programa do governo do estado, “Minas Consciente”, e qualquer alteração no cenário epidemiológico, indicada por esse programa, será considerada para novas decisões que sejam necessárias.

- Desde março de 2021 a Instituição já capacitou mais de 700 servidores para adoção de ações de biossegurança, visando ao retorno das atividades presenciais. Saiba mais sobre a capacitação.

- A Instituição também investiu para garantia de disponibilização de itens de segurança nos setores, como álcool 70% e outros relacionados aos protocolos de biossegurança do CEE-Covid-19-UFLA, assim como equipamentos de proteção individual (EPIs). Nos setores onde houve demanda, adaptações na estrutura física foram providenciadas, além de outras que estão em andamento

 

Sobre o cenário epidemiológico do momento

A pandemia está em uma fase diferente daquela em que as atividades completamente remotas foram adotadas. O número de novos casos de Covid-19 reduziu bastante a partir de agosto em Lavras (Acompanhe pelo Painel Coronavírus Lavras). O percentual de leitos ocupados também. 

No estado, a vacinação avança. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SES-MG), na população acima de 18 anos, a primeira dose já tem cobertura em torno de 87%, e a segunda dose com 43%. Minas Gerais apresenta cenário favorável, com todas as macrorregiões em onda verde, de acordo com o Programa Minas Consciente. Isso demonstra que a taxa de transmissão está abaixo de um (1), que os leitos estão com baixa taxa de ocupação e diminuição da incidência e óbitos. 

As medidas para enfrentamento da pandemia são as mesmas que todos já conhecem e devem ser seguidas com atenção: além da vacinação, máscaras adequadas, distanciamento de 1,5m, ventilação e limpeza/desinfecção apropriada, isolamento de casos suspeitos e confirmados e quarentena dos contatos dos casos de Covid-19, conforme orientações médicas.

Assista à live promovida pelo Peti Medicina Veterinária da UFLA. A professora Christiane Rocha, epidemiologista e presidente do CEE-Covid-19-UFLA, esclareceu esses e outros pontos relacionados ao cenário epidemiológico.