Ir direto para menu de acessibilidade.
AGENDA

Gestão da UFLA participa de série de reuniões em Brasília para viabilizar recursos necessários às Ifes

Escrito por Ana Eliza Alvim | Publicado: Sexta, 17 Fevereiro 2023 07:55 | Última Atualização: Terça, 28 Fevereiro 2023 15:05
Gentileza solicitar descrição da imagem
Assinatura de acordo internacional com o governo de Moçambique, durante reunião ordinária do Conif

Integrantes da gestão da Universidade Federal de Lavras (UFLA) estiveram em Brasília nesta semana para uma série de reuniões e negociações que buscam viabilizar recursos indispensáveis ao funcionamento e desenvolvimento das instituições federais de ensino superior (Ifes). Participaram da agenda o reitor, professor João Chrysostomo de Resende Júnior; o pró-reitor de Planejamento e Gestão, professor Márcio  Machado Ladeira; e o assessor de Política e Relacionamento Institucional, professor Antônio Nazareno Guimarães Mendes.  

Na segunda-feira (13/2), em reunião na Secretaria de Educação Superior (SESu/MEC), foi apresentada à nova secretária, professora Denise Carvalho, a situação da UFLA quanto à escassez de servidores técnico-administrativos, a obras paralisadas e a problemas estruturais. A implementação de novas vagas na graduação da UFLA, nos câmpus de Lavras e São Sebastião do Paraíso nos últimos anos, foi feita mediante compromissos pactuados pelo MEC para o provimento de vagas de técnicos administrativos, e tais compromissos não foram cumpridos, estando a UFLA com um déficit de 147 vagas em cargos dessa carreira, o que tem consumido o orçamento de custeio para o pagamento de mão de obra terceirizada. Quanto às obras, são 8 paralisadas, 7 com processos licitatórios em planejamento, além de outras 10 necessidades de reformas.

Houve também reuniões com parlamentares. O Fórum das Instituições Públicas de Ensino Superior do Estado de Minas Gerais (Foripes), do qual o professor João Chrysostomo está atualmente como presidente, apresentou à deputada federal Ana Pimentel (PT) as demandas do grupo de instituições de Minas Gerais. Umas das necessidades é a estruturação  do financiamento das Ifes por meio da vinculação a um indicador econômico. “Isso permitirá o adequado planejamento anual das Instituições e é essencial para que tenhamos uma política de Estado e não de governo. O momento é oportuno para essa discussão, diante da iminência da reforma tributária”, explica o reitor (Saiba mais sobre a proposta). “Além disso, foi uma conversa importante, por se tratar de uma abertura de diálogo permanente da deputada com o Foripes”.

Em outra reunião, com o deputado Reginaldo Lopes (PT), a temática foi a necessidade de liberação da emenda não impositiva, de 51 milhões de reais, obtida pelo Foripes por meio do apoio do senador Rodrigo Pacheco. O deputado

Reitores integrantes do Foripes apresentaram suas demandas à parlamentar Ana Pimentel

se comprometeu a interceder pela liberação, por meio de negociações com a Casa Civil. A necessidade de vinculação do financiamento das Ifes a um indicador econômico também foi abordada, bem como a urgência na correção do orçamento das Ifes para o ano de 2023. “Estive também no gabinete do senador Rodrigo Pacheco, para solicitar a intercessão dele para a liberação dessa emenda de 51 milhões”, informa.

Com os parlamentares, os representantes do Foripes também trataram da necessidade de alteração na forma de distribuição da emenda de bancada impositiva, que acaba beneficiando de forma desigual as universidades. A solicitação do Foripes é de que a divisão seja feita em partes iguais entre as Ifes.

Nesta quinta-feira (16/2), o reitor participou, ainda, da assinatura de um acordo internacional com o Governo de Moçambique, por meio de parceria com a Agência Brasileira de Cooperação, do Ministério das Relações Exteriores (ABC/MRE), e com o Instituto Federal do Sul de Minas (IFSuldeMinas).  Além do reitor da UFLA, assinaram o documento o reitor do IFSuldeMinas, Cleber Ávila Barbosa, e o diretor da ABC, embaixador Ruy Pereira. A contribuição da UFLA na parceria, coordenada pela professora da Escola de Ciências Agrárias de Lavras (Esal) Heloisa Oliveira dos Santos, será na formação de professores que atuarão em uma escola técnica a ser instalada no país africano, na área de cultivo de algodão. O ato de formalização do acordo ocorreu durante reunião ordinária do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif).

A equipe da UFLA esteve também na Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), onde foi recebida  pelo general Oswaldo de Jesus Ferreira, presidente anterior da empresa. “Ele se comprometeu a conversar com o novo presidente,  Arthur Chioro, sobre o Hospital Universitário da UFLA, para alinhar as tratativas já realizadas, como a que resultou na autorização, pelo MEC, para incorporação do hospital à empresa”, relata o reitor.

A agenda incluiu, ainda, reunião do Conselho Pleno da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes). Para João Chrysostomo, o conjunto de reuniões foi importante para viabilizar uma série de encaminhamentos necessários para que as universidades supram suas demandas imediatas e possam voltar a planejar avanços, com foco na expansão de sua contribuição à sociedade brasileira.

Outras imagens da agenda de compromissos da equipe da UFLA:

 

 
Portal da Ciência - Universidade Federal de Lavras
FalaBR: Pedidos de informações públicas e manifestações de ouvidoria em um único local. Sistema Eletrônico de Informações ao Cidadão (e-SIC) e Ouvidoria.