Ir direto para menu de acessibilidade.
AGENDA

Compra de equipamentos, recursos para obras e projetos estratégicos da UFLA foram discutidos com o ministro da Educação

Escrito por Ana Eliza Alvim | Publicado: Segunda, 10 Dezembro 2018 10:21 | Última Atualização: Segunda, 10 Dezembro 2018 15:27 | Acessos: 1116
Gentileza solicitar descrição da imagem
Na quinta (6/12) a reunião foi com o ministro da Educação (à esq.)

As negociações da Universidade Federal de Lavras (UFLA) em Brasília tiveram nova agenda nos últimos dias. O reitor, professor José Roberto Soares Scolforo, esteve na capital federal na última quinta-feira (6/5), em reunião com o ministro da Educação, Rossieli Soares da Silva, além de ter se reunido com parlamentares e com uma equipe do Ministério da Ciência, Tecnologia Inovações e Comunicações (MCTIC).

No MEC, o foco foram as tratativas para aprovação de projetos, via Termos de Execução Descentralizada (TEDs), para a aquisição de equipamentos para o curso de Medicina e a viabilização do término das obras da Biblioteca Universitária e do Centro de Eventos. Essa última, e também as obras do Parque Tecnológico, foram relicitadas recentemente, porque a empresa anteriormente contratada perdeu a capacidade financeira. A expectativa é de que, com o reinício dos trabalhos, ambas possam ser finalizadas em poucos meses. “A reunião foi muito produtiva, fazendo valer a pena o esforço do deslocamento de ida e volta, que dura um dia inteiro. Conversamos também sobre outras negociações estratégicas para garantir que a UFLA continue seu crescimento com qualidade em 2019”, diz o reitor.

Na Câmara dos Deputados, com parlamentares, a busca foi consolidar a emenda de banca acordada no início de novembro, com esforços também para aumentar o valor previsto. “Essa emenda terá papel importante para continuarmos nossa trilha de crescimento com responsabilidade”, avalia.

As conversações avançaram também no MCTIC, onde a agenda foi dedicada a discutir alternativas para a retomada da transmissão da TV Universitária. De acordo com Scolforo, ao longo deste ano foram seis reuniões nesse Ministério. “Saímos com a garantia de que as soluções estão sendo construídas para que a TVU possa voltar ao ar, atendendo a população de Lavras e região, e funcionando com toda a regulamentação necessária. Acreditamos que até o início do segundo trimestre de 2019 estaremos com a emissora operando, inclusive com sinal digital.”

Esta semana deve ocorrer nova programação em Brasília, para continuidade das ações que visam à busca de oportunidades e garantia de recursos para a Instituição.

Na semana anterior

Em cerimônia no Pará, a colaboração da UFLA e da Fundecc para a estruturação do CAR no Estado foi reconhecida. Na imagem, ao lado do reitor está o secretário de Meio Ambiente do Pará, Luiz Fernandes Rocha (à esq.)

Após evento no Rio de Janeiro em 26/11, onde a UFLA foi parceira do Inmetro na organização de uma conferência sobre veículos inteligentes, o reitor seguiu para Belém, no Pará, onde também buscou articular novas parcerias. Participou da solenidade que marcou os dez anos do Cadastro Ambiental Rural do Estado. Por terem contribuído ativamente com os trabalhos, a UFLA e a Fundação de Desenvolvimento Científico e Cultural (Fundecc) foram reconhecidas na cerimônia. Esteve presente no evento o governador do Pará, Simão Jatene.

Foi também oportunidade para que a UFLA tivesse contato com as experiências do parque tecnológico de Belém. Scolforo visitou o local e esteve com o diretor financeiro do empreendimento. “Foi importante conhecer a vivência deles e as experiências com erros e acertos. Assim, vamos acumulando conhecimento sobre casos exitosos para ajudarmos a construir, na UFLA, os melhores resultados.”

Em seguida, em Brasília, a agenda incluiu reunião com o diretor de Desenvolvimento da Rede de Instituições Federais de Ensino Superior (Difes/MEC), Mauro Luiz Rabelo. Com ele foram resolvidas questões relacionadas a TEDs já negociados para projetos em Lavras e São Sebastião do Paraíso. Os recursos já foram liberados e os empenhos já foram feitos na Universidade. As cerca de cem vagas para técnicos administrativos já pactuadas com o Governo também foram tratadas, bem como algumas vagas para professores, necessárias para corrigir distorções em cargas horárias altas atualmente praticadas e para viabilizar projetos de novos cursos, entre eles o de Estatística. “São demandas já aprovadas, inclusive, pelo Ministério de Planejamento, Orçamento e Gestão (Mpog), mas que precisam agora ser autorizadas pela nova gestão, que toma posse em janeiro, atendendo à Lei de Responsabilidade Fiscal”.

A equipe da UFLA visitou o Parque Tecnológico de Belém (PA).

Na ocasião, deputados que rotineiramente apoiam os projetos da UFLA também receberam Scolforo. No centro técnico que coordena a proposta de Lei Orçamentária, foi possível obter informações úteis para a busca de aumento no orçamento da UFLA para 2019. “O empenho das nossas equipes, dos atores políticos que nos auxiliam e dos técnicos que nos dão suporte foi essencial para que hoje estejamos com boas perspectivas para o início do próximo ano, pois compromissos foram acertados, trazendo expectativas de avanço, mesmo havendo mudança no cenário político.”

Atenção! As notícias mais antigas (anteriores a Maio/2018) estão disponíveis em nosso repositório de notícias no endereço www.ufla.br/dcom.