Ir direto para menu de acessibilidade.
LabCovid

LabCovid completa 1 ano de atendimento e realiza quase 10 mil exames para detecção da Covid-19 em 2021

Escrito por Comunicação UFLA | Publicado: Quarta, 27 Outubro 2021 10:01 | Última Atualização: Sexta, 29 Outubro 2021 13:40 | Acessos: 359
Gentileza solicitar descrição da imagem

Há mais de um ano a Universidade Federal de Lavras (UFLA) inaugurou o Laboratório de Diagnóstico Molecular, LabCovid, com o objetivo de ajudar nos esforços globais contra a pandemia de Covid-19. Nesse período, ampliou-se o número de municípios atendidos pelo laboratório, realizando quase 10 mil exames RT-PCR em 2021. Para a realização desse trabalho, houve o envolvimento de muitas pessoas engajadas em prestar o melhor serviço para a sociedade, com ações atreladas ao ensino, pesquisa e extensão. 

Inaugurado em 14 de outubro de 2020, o LabCovid, da Faculdade de Ciências da Saúde (FCS), está sediado no Departamento de Biologia (DBI). A iniciativa é multidepartamental, envolvendo, além da FCS, docentes e técnicos dos departamentos de Biologia, Fitopatologia, Medicina Veterinária e Agricultura. 

O Laboratório também atenderá permanentemente às demandas do curso de Medicina e do Hospital Universitário, além de ser um aliado para o retorno presencial das aulas da UFLA. 

O coordenador da FCS, professor Luiz Henrique Maciel, destaca que o Laboratório é um campo de estudo, prática, formação e assistencialidade; essencial para trabalhar a saúde pública dentro de uma Instituição de ensino. 

“O LabCovid tem uma importância social muito grande para Lavras e para os municípios da microrregião que compõem essa regional de saúde, pois presta um serviço de atendimento e de acesso à informação em relação à Covid-19 para que sejam tomados os cuidados necessários, realizados o levantamento de contaminados e verificar a evolução da pandemia na nossa região para que as políticas públicas sejam direcionadas de forma a diminuir o impacto dessa pandemia”, completa. 

Atualmente, além da microrregião de Lavras, são atendidos mais nove municípios pertencentes à microrregião de Aiuruoca. Os exames tipo RT-PCR para diagnóstico da Covid-19 para essas cidades são feitos pelo fluxo de atendimento relativo ao credenciamento do LabCovid à Fundação Ezequiel Dias (Funed). O coordenador-geral do LabCovid-UFLA, professor Bruno Del Bianco Borges, ressalta que uma vantagem importante desse serviço para a região é a agilidade. 

"Nosso protocolo prevê a liberação dos resultados em até 72 horas úteis, porém estamos conseguindo liberar com maior celeridade, sendo possível obter esses resultados em 24 horas. Essa agilidade é muito positiva para as políticas de controle da doença e enfrentamento da pandemia". O professor Bruno complementa que as Universidades desempenham um papel fundamental no contexto da pandemia, utilizando os recursos humanos, estrutura e tecnologias a serviço da sociedade. “Nesse sentido, a maior abrangência no atendimento aos municípios do sul de Minas pelo LabCovid reafirma o compromisso da UFLA no combate à pandemia da Covid-19", diz.

Em prol da sociedade

Para a técnica do LabCovid, que atua desde o início do mesmo, Erika Aparecida Oliveira, tem sido uma experiência desafiadora e gratificante, não só para o seu crescimento profissional, como também pessoal, pois sente que está cumprindo o seu papel social como cidadã.

“Sempre gostei de atividades em laboratórios, principalmente na área de Biologia molecular. Quando fui convidada para trabalhar no LabCovid, bem no início do projeto, não hesitei em responder sim. Foram três os motivos que me levaram a aceitar a proposta desafiadora: primeiro que o vírus era algo novo e eu queria entender a dinâmica da doença; segundo porque amo trabalhar com biologia molecular, pois ela me permite enxergar o invisível, e terceiro, porque vi nessa oportunidade de trabalho uma maneira de dar retorno à sociedade sobre o que nós fazemos aqui. É papel da Universidade levar até as pessoas a aplicabilidade das pesquisas que são realizadas dentro da Instituição, e essa é uma delas”, ressalta Érika.  

Toda a equipe técnica do LabCovid passou por treinamentos para que aprendessem a usar e programar os equipamentos do Laboratório. Desde o início, trabalharam de maneira engajada e coesa, e não mediram esforços para otimizar o trabalho e oferecer um serviço de diagnóstico excelente à população. “Minha experiência trabalhando na linha de frente no Labcovid foi muito enriquecedora.  Fico feliz por poder ajudar a acalmar o coração de algumas famílias e a direcionar um possível tratamento e/ou isolamento de algum paciente. Além disso, essa oportunidade ampliou minha visão das áreas nais quais posso atuar e aprendi novas técnicas que auxiliarão na minha pesquisa como pós-graduanda e na minha carreira como um todo”, explica a estudante de pós-graduação Tayná Márcia da Cruz Santos. 

Tayná, que atua voluntariamente no LabCovid, destaca que pôde trabalhar com profissionais incríveis, competentes e humanos que agregaram muito em sua formação profissional e pessoal. “Estar aqui permite com que eu possa conhecer mais profundamente e explicar o que fazemos para pessoas que convivem conosco, ajudando no melhor entendimento dos processos, permitindo uma proximidade com a sociedade e também enfatizando a importância das técnicas, da ciência e da Universidade”. 

Assista ao vídeo e confira a dinâmica de funcionamento do LabCovid e realização do exame RT-PCR.